22 de abril de 2011

DESCASO COM QUEM NOS SALVA A VIDA


Tenho o hábito de enfatizar e mostrar os heróis que aparecem vez por outra no nosso cotidiano e lamento em demasia o que o Governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho, está fazendo com os poucos heróis que nos restam – quiçá os únicos - dentro dos serviços públicos do Estado.

Os Bombeiros daqui do Rio de Janeiro estão passando por situações lamentáveis e sem o direito se quer de reclamar, pois por constrangimento, sofrem ameaças de demissão.

Acredito que o medo diante dessas ameaças não se prende tão somente aos míseros empregos públicos, por que os bombeiros não escolhem essa profissão como os médicos, os engenheiros ou os “governantes” escolhem, os servidores bombeiros escolhem essa profissão porque “amam” às condições impostas pela rotina diária que enfrentam, “amam” salvar vidas em perigo, “amam” as vidas dos desconhecidos, “amam” todos os seres vivos como a si próprios, e aí se encaixam seres humanos e seres animais.

Eles são heróis todos os minutos do dia, são salvadores do que temos de mais precioso: a vida, são ferramentas humanas nos resgates de vítimas em acidentes na terra, no fogo e no mar, são os primeiros que pedimos socorro quando estamos envolvidos em grave apuro.

É lamentável que esses profissionais sejam subestimados pelo governo que, em nome de uma economia xexelenta, deixa os nossos heróis sem muito que comer nos quartéis, não enquadra os salários deles aos níveis satisfatórios diante de suas necessidades, não lhes dão condições aceitáveis de trabalho, não oferece se quer proteção corporal aos que se expõem ao sol, a exemplo temos a sonegação de filtros solares para os salva-vidas das praias cariocas, onde mesmo assim, esses exímios guardiões não encabulam seus sorrisos aos freqüentadores das praias, sejam nativos ou turistas, pois ao contrário do nosso governante, os Bombeiros trabalham por amor e enfiam o coração na frente de quaisquer tarefas a que são confiados.

Vale lembrar que eles estão em greve – nem parece - mas suas atenções estão redobradas para que a população não sinta na pele a falta que eles possam fazer, caso o “comando” resolva demiti-los, cumprindo ameaças ao estilo “ditatorial”.

Aliás... Ditatorial tem sido todas as atitudes dos políticos ultimamente, parecem que são donos do povo e a eles jamais dedicam satisfações pelas “cagadas” que fazem. E olha que são muitas. Muitas mesmo...

Caramba! Sou um cidadão carioca, sou eleitor, sou trabalhador, sou limpo perante a lei, sou contribuinte nos impostos e como tal, exijo que sejam respeitadas as reivindicações dos Bombeiros Militares do Estado do Rio de Janeiro, pois também é do meu bolso que sai parte dos seus salários, e para que se faça justa conta, o bom é que se pague a quem mereça por direito realmente. Cansei de pagar salários altos aos que nos enrolam com mentiras deslavadas, e aí incluo todos os políticos e seus asseclas inativos que se postam em todas as esferas dos serviços públicos desse País.

Não sou, nunca fui, não tenho parentes e nem amigos bombeiros, mas a minha admiração por eles faz com que eu mostre toda a minha indignação pela covardia a que estão expostos por essa política degenerada e porcamente implantada em nosso país, e em que a maioria dos políticos jamais conheceu os princípios básicos da boa conduta. Infelizmente...  



* Escrevo baseado em fatos divulgados pela grande imprensa, as críticas negativas que me provem o contrário em suas defesas, mas da melhor forma, aconselho: vão bostear suas letras com comentários infundados em outras páginas, de preferência nas páginas oficiais do poder público.



20 de abril de 2011

Ontem Foi Dia do Índio



Tribo de Índios Ainda Isolada na Amazônia.

 

Bom que ainda temos tribos puras e livres da má influência do homem branco em nossa selva.


Não sabemos por quanto tempo ainda eles ficarão imunes aos vícios da civilização avançada ou longe das moto-serras das madeireiras clandestinas.

Mesmo os índios “socializados” podem sofrer ou já sofreram com essas invasões gananciosas e apoiadas por alguns parlamentares brasileiros covardes e traidores do povo.

Esta tribo isolada mostrada nas fotos está situada próximo da fronteira com o Peru, no Estado do Acre, porém pode deixar de ser isolada a qualquer momento após ser alcançada por madeireiras peruanas que invadem os limites internacionais na busca por produtos roubados, como se não bastassem as madeireiras criminosas existentes aqui no Brasil.

Esperamos que o Governo tome uma atitude em defesa da soberania nacional e busque proteger nossa gente como é de sua competência, e não dar as costas como o governo passado o fez.

Nas fotos, os índios aparentam passar muito bem sem os brancos por perto, suas aparências mostram adultos e crianças em bom estado físico e em terras com plantações diversificadas.

Ela não foi descoberta agora, mas suas imagens foram autorizadas por uma organização de proteção aos índios brasileira em prol da sua defesa, onde a intenção maior é promover uma campanha de conscientização através de uma ONG inglesa.


Veja as fotos divulgadas




17 de abril de 2011

Mágica do Mal Gosto


Assista ao vídeo e depois leia o indignado comentário.

video

Ao assistir esse vídeo de um mágico japonês - onde a produção mostrou efeitos iguais aos mostrados em reportagens de telejornais, como se esse trabalho fosse um feito extraordinário e de extrema surpresa ao público assistente - fiquei decepcionado, indignado, pois para mim nada trouxe de inovador, nada diferente como a produção se fez intencionada a mostrar. Acredito que essa tenha sido uma das piores mágicas que assisti, ela é cheia de movimentos reveladores que tiram o brio da ilusão proposta. 

Todas as pessoas em volta são figurantes, algumas participam do evento como apoio, principalmente a mulher vestida de preto atrás do mágico, ela é quem entrega o crocodilinho para ele inserir no quadro e depois o recebe quando é hora de sair de cena - observe o movimento do braço esquerdo dele no momento que devolve para ela e quando ela se projeta para frente a fim de alcançar o animalzinho.

As cenas só mostram os movimentos que podem mostrar - salvo os erros - pois quando aplica o zoom, tira do quadrante visível os movimentos de interação dos elementos envolvidos com os participantes de apoio.

O arrasto da logomarca da "Lacoste" é realizado da mesma maneira que nós fazíamos nas brincadeiras de crianças, utilizando imã por baixo da mesa de vidro, aliás, a mão dele também tem um imã fixado ou outro dispositivo barato para poder transportar e “fazer surgir” a logo na superfície da camisa - em uma das vezes ele quase fecha a mão para que a logo se solte e entre em cena. Os figurantes, por suas vezes, seguram a camisa para que ela não se movimente junto com a logo no momento em que é arrastada pelo imã.

Caramba! Os mágicos das festinhas de crianças aqui do bairro são bem melhores que esse afamado mágico japonês.

Outra coisa que me decepcionou nesse vídeo foi o uso de animais para fazer esse péssimo espetáculo, poderia ter havido outro material que não fosse vivo. Exemplo: um bichinho de pelúcia. Esse trabalho além de ter sido terrivelmente mal feito, foi extremamente insano.

Lembro então que Só postei esse material porque esse vídeo mostra um mal profissional que tenta vender seu péssimo produto e que outras pessoas ilusas e empolgadas pela embalagem e pela pseudonovidade não enxergam os detalhes afins e compram pelo preço que ele aplica a seu favor. Além disso, mostra a desmedida transgressão na utilização de seres vivos em espetáculos.

Espero que essa indignação contagie outras pessoas como eu, de sentimento sensível e que abominam atitudes erradas, desclassificadas e aplicações enganosas, bem como, da modalidade irresponsável, maldosa, abusiva e covarde com a vida alheia, que no caso em questão, a vida do pequeno animal longe da fase adulta.