8 de maio de 2011

TORTURADORA DE CRIANCINHAS AUTISTAS ESTÁ NA JAULA DE NOVO


Longe de qualquer suspeita, a sujeita desclassificada e falsa psicóloga Beatriz Coelho da Cunha, de 32 anos, agredia crianças autistas pacientes de um Instituto, dito como especializado em tratamento de crianças com autismo, que mantinha juntamente com o marido - já indiciado por estelionato, mas ainda solto - no bairro de Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro.


Beatriz praticava ilegalmente a profissão há 12 anos e havia sido presa em flagrante no dia 27/04 por falsidade ideológica – ela não tem nenhuma formação superior, e pelo ocorrido, nem formação moral - mas foi solta por conta da nossa retrógrada lei que pega muito leve com criminosos.


Mas por conta da nova denúncia de tortura, descobriu-se que a tal falsária amarrava pernas e braços dos frágeis autistas a fim de que fossem alimentados, e de forma covarde enfiava a comida na boca das crianças, segurando com a mão até que engolissem. O titular da Delegacia de Defesa do Consumidor (DECON) Maurício de Almeida, pediu a prisão temporária de Beatriz, no que foi prontamente atendido pela justiça.


Ela foi encontrada na casa da mãe, na Barra da Tijuca, e foi conduzida a delegacia para ser novamente enjaulada por indispensável merecimento.


Ainda bem que o Delegado foi rápido no gatilho, pois a tenebrosa já armava fugir do país com a família. Na casa dela foi encontrados Dólares, Euros e Reais, juntamente com os passaportes dela, do filho e do marido.


Nessa ela se deu mal. Agora, na cadeia, ela é quem vai comer na boquinha e olha que vai ter que engolir tudinho, se não...


Como podemos ver, ela criou e instalou o Centro de Análise do Comportamento, que funcionava sem alvará num bairro nobre da cidade, cujo local encontram-se funcionando centenas de clínicas, laboratórios e centros de tratamentos da saúde. Também conseguiu (sabe-se lá como!) convênios com a Marinha e a Aeronáutica para atendimentos específicos.


Essa malevolente a partir de agora vai responder pelos crimes de tortura, estelionato, propaganda enganosa e exercício ilegal da profissão. 

   Foto: Agência O Globo/Ampliar
Beatriz sendo conduzida à delegacia


Cadeia para essa bruxa medonha, criminosa, covarde e debochada.

video
                     Imagens: BandnewsTV
                       
Caramba! Acho que já está mais do que na hora dos Conselhos Regionais de Medicina organizarem recadastramentos de entidades e profissionais da saúde em suas regiões, pois ultimamente surgiram casos de falsos médicos clinicando livremente em entidades de fachadas bem vistas pela população, e no caso desse instituto em Botafogo, nem a fachada e nem a psicóloga eram oficiais.


Também acho que seja válido a Marinha e a Aeronáutica investigar seus contratos e credenciamentos na área da saúde, pois no caso em questão, se o convênio tiver sido firmado com a entidade, tudo bem, a empresa me parece ser legal, mas se foi firmado com a “profissional”, aí tem coisinha no treco, porque a tal psicóloga idealizada pela bruxa Beatriz, nunca existiu.


Quanto ao funcionamento dessa enganosa entidade sem alvará, sugiro ao prefeito do Rio que faça a substituição total e imediata de todos os fiscais da região, pois diante dos fatos, parece que os caras estão dando recado, da conta corrente... Digo: Não estão dando conta do recado, corrente...

Era só o que nos faltava para juntar com o que já temos de ruim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário